Nelson Rodrigues

ASFALTO SELVAGEM

Um dos mais importantes romances nacionais, Asfalto selvagem reúne numa só narrativa paixão, suspense, devoção religiosa, erotismo, incesto, tragédia, humor e um olhar implacável sobre as obsessões que nenhum de nós ousa confessar. Quase nada escapa da pena demolidora de Nelson Rodrigues: instituições, ideologias, desejos. Se parece audacioso no século XXI, o que se pode […]

Mais

BOCA DE OURO

O bicheiro “Boca de Ouro” é uma figura temida e megalomaníaca, que tem esse apelido porque, ao melhorar de vida, trocou os dentes perfeitos por uma reluzente dentadura de ouro. Quando “Boca” é assassinado, seu passado é vasculhado por um repórter de um jornal sensacionalista em busca de histórias escabrosas. A fonte do jornalista é […]

Mais

ÁLBUM DE FAMÍLIA

Álbum de Família conta a história de uma família entre os anos de 1900, quando os primos Senhorinha e Jonas se casaram, e 1924, quando a família apodreceu completamente. A peça abre com um fotógrafo tirando uma foto dos recém-casados, Senhorinha e Jonas, e um speaker dando à platéia informações sobre o casal. À medida que […]

Mais

ANJO NEGRO

Ismael e Virgínia lamentavam a morte de seu terceiro filho, quando aparece Elias, um homem branco e cego, que é impedido de entrar no funeral. Ele revela a Virgínia que Ismael nunca aceitara ter um irmão branco e que fora ele o causador de sua cegueira quando eram meninos. Depois de uma série de confissões, […]

Mais

A CABRA VADIA

“A cabra vadia” traz de volta a seleção feita por Nelson Rodrigues em 1970 das crônicas publicas em O Globo entre 1967 e 1969. Vemos nesses 84 textos uma sinceridade inabalável, que estremece nossas certezas e que fez do autor um incômodo para a intelectualidade de uma época marcada pela radicalização de posições políticas. Voz […]

Mais

PERDOA-ME POR ME TRAÍRES

GLORINHA é uma jovem de 16 anos, virgem, de família classemédia, que resolve se prostituir, após o “suicídio” de sua mãe. Era muito reprimida pelo casal de tios com quem vivia, TIO RAUL, de quem era objeto de desejo, e TIA ODETE, uma mulher doente, que vive vagandopela casa, tal um zumbi, a repetir: “Está […]

Mais