Antônio e Cleópatra

A história central da tragédia Antônio e Cleópatra, de Shakespeare, é o romance entre Marco Antônio, líder militar romano, e Cleópatra, rainha do Egito e ex-amante do falecido Júlio César. Como pano de fundo político, o Triunvirato romano, segundo o qual Otávio (filho de Júlio César), Marco Antônio e Lépidus governam o mundo ocidental. Lépidus abandona o Triunvirato, deixando Otávio e Marco Antônio na liderança do Império Romano. Marco Antônio, entretanto, vive no Egito, com Cleópatra, e só aceita voltar a Roma quando sua mulher, Fúlvia, morre em decorrência de uma doença. Otávio, que não concorda que Marco Antônio viva no Egito, convence-o a casar-se com sua irmã, Otávia, também filha de Júlio César. Mas Marco Antônio retorna para os braços de Cleópatra, dando ao enraivecido Otávio pretexto para atacar o Egito, em uma guerra trágica que terá seu ponto alto no suicídio dos dois amantes.

Escrita em 1607, quando Shakespeare (1564-1616) já contava 52 anos, Antônio e Cleópatra põe em cena personagens maduros e versa sobre alguns dos grandes temas do bardo inglês: a paixão e a política, e o frágil equilíbrio entre os dois.

Autor: William Shakespeare
Gênero: Tragédia
Personagens: + 36

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s