Encerramento do Amor

Versão brasiliense da obra Clôture de l’Amour do dramaturgo francês Pascal Rambert, Encerramento do Amor tem tradução de Marcus Vinícius Borja, direção de Diego Bressani e traz no elenco Ada Luana, João Campos e Taís Felippe. 

Em uma discussão que precede o fim de um relacionamento, apenas uma pessoa fala ininterruptamente, separados apenas por um breve número de sapateado. Dentro de uma grande sala, uma mulher e um homem conversam, é ele que começa o diálogo. Ela escuta, atenta, e lhe responde com um segundo monólogo. Eles evocam sua separação, falam do antes e do agora. Eles têm armas iguais, mas não as utilizam da mesma maneira. Há dois olhares, dois silêncios, dois discursos para dizer sobre a violência de um amor que vive seus últimos suspiros diante do público.

“A peça não trata, necessariamente, de um amor romântico, no sentido mais clássico e tradicional da palavra. É um retrato atual da humanidade e suas relações afetivas, de gênero. É real, sem filtros, um espelho muito próximo para os espectadores. E muitas vezes incômodo. Levamos à cena um amor em transição, que busca um caminho ao se ver perdido, muitas vezes atropelado pela velocidade e urgências do mundo”, diz João Campos.

A pesquisa do grupo sobre a obra de Pascal Rambert se debruça sobre o verbo e a escuta como elementos estruturantes na construção da narrativa e condução da expressividade no palco. O formato contemporâneo proposto pela encenação do texto francês remete o espetáculo à uma intensa paisagem sonora. A distância entre os corpos no palco, a limpeza e simplicidade do figurino e cenografia e a iluminação fria reforçam e conduzem o foco da experiência cênica ao trabalho dos atores, ao ato de falar e de ouvir.

Ficha técnica:
Texto: Pascal Rambert. 
Tradução: Marcus Vinícius Borja.
Direção: Diego Bressani.
Elenco: Ada Luana, João Campos e Taís Felippe.
Iluminação: Diego Bressani.
Fotografia: Henri dos Anjos.
Cenografia e figurino: Companhia Setor de Áreas Isoladas.
Produção: Taís Felippe. 
Assessoria de imprensa: Adriana Balsanelli.
Realização: Companhia S.A.I (Setor de Áreas Isoladas).

Serviço:
Temporada: De 24 de janeiro a 2 de fevereiro – Sextas e sábados, 21h. Domingos, 19h.
Ingressos: R$30 (inteira) e R$15 (meia entrada).
Duração: 80 minutos.
Classificação etária: 14 anos.
Viga Espaço Cênico – Rua Capote Valente, 1323.
Capacidade teatro: 73 lugares. Informações: (11) 3801 1843.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s