MacaBRo – Horror Brasileiro Contemporâneo

Até 23 de novembro vai rolar o MacaBRo – Horror Brasileiro Contemporâneo. Totalmente gratuita, a mostra conta com 44 produções audiovisuais de terror totalmente brasileiras, tudo voltado a nossa cultura, na plataforma online de streaming DarkFlix. Os longas vão ficar 24 horas enquanto os curta-metragens podem ser acessados durante uma semana.

E fique ligado na programação, vão ter palestras, debates, cursos e lives. Tudo gratuito e online com inscrições via Sympla, os cursos e lives vão ser transmitidos no canal do Youtube da BLG Entretenimento e no Instagram @blgentretenimento.

Jovens Baumann, de Bruna Carvalho Almeida

Nos dias 03 e 21 de novembro você vai poder acompanhar Os Jovens Baumann, longa de suspense que se passa em 1992. Durante um encontro na propriedade da família, no interior de Minas Gerais todos os jovens herdeiros da familia Baumann desaparecem misteriosamente. O acontecimento é revisitado por meio de filmagens e fotografias antigas, nas esperança de reconstruir seus últimos dias e solucionar o caso.

O Cemitério das Almas Perdidas, de Rodrigo Aragão

No dia 23 de novembro você pode conferir essa obra de Rodrigo Aragão, O Cemitério das Almas Perdidas, onde um jesuíta corrompido pelo poder do livro negro de Cipriano, junto com seus seguidores iniciam um reinado de terror no Brasil colonial, até serem amaldiçoados a viver eternamente presos sob os túmulos de um cemitério.

Morto Não Fala, de Dennilson Ramalho

Nos dias 13 e 17 de novembro o premiado Morto Não Fala conta a história de Stênio, plantonista noturno no necrotério de uma grande e violenta cidade. Em suas madrugadas de trabalho, ele nunca está só, pois possui um dom paranormal de comunicação com os mortos. Quando as confidências que ouve do além, contudo, revelam segredos em sua própria vida, Stênio desencadeia uma maldição que traz perigo e morte para perto de si e de sua família.

Quando eu era Vivo, de Marco Dutra

Nos dias 06 e 09 de novembro você pode ver o longa Quando eu era Vivo com participações de Marat Descartes, Antônio Fagundes e Sandy. O longa se passa após o divorcio e a demissão do emprego de Júnior que volta a morar na casa do pai. Ao chegar na casa que um dia já fora seu lar, ele se sente um estranho a remoer a separação e o desemprego. Depois de achar alguns objetos que pertenciam à sua mãe, Júnior passa a querer saber tudo sobre a história da família e desenvolve uma estranha obsessão pelo passado, passando a confundir delírio e realidade.

Texto por: Ellen Caroline

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s