Russian film festival 2020 brasil

Começa hoje e vai até o dia 30 de dezembro o primeiríssimo Festival de Cinema Russo no Brasil! O festival traz a cultura do cinema russo também para Austrália, México e Espanha, todos eles com legendas locais. O objetivo é difundir filmes lançados nos últimos anos para os cinéfilos de outros países.

O Brasil atualmente é considerado um dos maiores mercados com perspectiva para o audiovisual russo por estar no top 10 do mercado externo em bilheterias dos filmes russos entre 2014 e 2019.

O festival é totalmente gratuito e acontece na plataforma do Spcine Play, um dos únicos serviços de streaming gratuitos do Brasil. Lá você pode acompanhar os 08 grandes filmes que fazem parte do festival entre eles:

Arrythmia (Arritmia), de Boris Khlebnikov

Arritmia é a de Oleg, um jovem paramédico talentoso. Sua esposa Katya trabalha como médica no pronto socorro do hospital. Ela ama Oleg, mas está farta dele se importar mais com os pacientes do que com ela. O novo chefe de Oleg é um gerente impiedoso, que pretende implementar novas regras rígidas. Oleg não se importa com as formalidades, apenas tenta salvar o máximo de vidas. Tal atitude afeta suas relações com o novo chefe. A crise no trabalho coincide com a crise na vida pessoal. Oleg e Katya precisam encontrar algum vinculo que os manterá juntos entre toda essa confusão com pacientes, problemas com álcool e perturbações no sistema de saúde.

Bolshoi, de Valery Todorovsky

Oriunda de uma pequena cidade mineradora, a jovem e excepcionalmente talentosa dançarina Yulia Olshanskaya tira a sorte grande: o ex-bailarino Pototsky a descobre e prevê um futuro brilhante para ela como bailarina, digna do palco principal do país. No entanto, mesmo os diamantes mais incríveis precisam ser lapidados, e o caminho para Yulia ao lendário palco do Teatro Bolshoi passa por uma escola de balé, onde a resiliente provinciana fica sob a tutela de uma professora ainda mais obstinada. A carreira de primeira bailarina requer uma incrível abnegação, e Yulia entenderá que o grande balé não se resume apenas aos tutus brancos, teatros deslumbrantes e sapatilhas de ponta. Mas nenhum obstáculo impede quem sonha grande.

Core of the World (O Coração do Mundo), de Natalia Meshchaninova

Egor trabalha como veterinário em uma escola de treinamento de cães de caça, no meio do nada. Raposas, cervos, texugos e cachorros são sua vida. Egor mora em uma extensão adjacente à casa do chefe, curando animais, limpando gaiolas, monitorando os funcionários, atendendo clientes e seus cães. Ele se sente mais à vontade com os animais do que com pessoas e aceita qualquer tarefa apenas para entrar no círculo de pessoas próximas ao dono da escola, Nikolai Ivanovitch, e seus parentes. Egor quer algo quase impossível: fazer parte dessa família.

A Frenchman (O Francês ), de  Andrei Smirnov

Em 1957, o estudante francês Pierre Durand vai a Moscou para um estágio na Universidade Estatal. Lá ele conhece Kira Galkina, bailarina do Teatro Bolshoi, e o fotógrafo Valera Uspensky. Graças a seus novos conhecidos, Pierre mergulha nas vidas culturais de Moscou, a oficial e também a underground. Neste ano em Moscou, Pierre vive uma vida inteira, completamente diferente de tudo que ele conhecia. Mas o estágio e o envolvimento em vários aspectos da vida do povo soviético não são os únicos objetivos de Pierre. Ele procura por seu pai, um oficial do exército branco, Tatishchev, que foi preso no final dos anos 30.

The Man Who Surprised Everyone (O Homem que Surpreendeu a Todos), de Natasha Merkulova e Aleksey Chupov

Egor é um guarda-florestal destemido da taiga siberiana. Ele é um maravilhoso pai de família, respeitado por seus conterrâneos. Mas um dia, Egor descobre que tem uma doença mortal e que nenhum medicamento tradicional, nem a magia xamânica podem salvá-lo. Egor decide lutar contra a doença de uma forma incomum, tentando se tornar uma outra pessoa para enganar a morte. Sua família e seus conhecidos devem se acostumar com sua nova personalidade.

Text (O Texto), de Klim Shipenko

O filme trata de Ilya Goryunov, um rapaz de 27 anos, que durante toda a sua estadia no presídio sonhava em se encontrar cara a cara com o homem, culpado por sua prisão, um jovem oficial do Serviço Federal de Controle de Drogas. Ilya também esperava encontrar sua mãe, a namorada e o melhor amigo esperando por ele em casa, porém, quando é solto, ele descobre que a antiga vida, pela qual ele ansiava, está arruinada, e é impossível voltar a ela. Durante o tão esperado encontro com Pyotr, Ilya toma uma decisão precipitada e consegue acesso ao telefone de seu inimigo e, é claro, a toda a vida dele: de suas fotos e vídeos, correspondências com seus pais e com a namorada Nina, a estranhas negociações com seus colegas, cheias de omissões e ameaças. Por um tempo, Ilya se torna Pyotr para todos, por meio do celular.

Another Woman (Vamos nos Divorciar ), de Anna Parmas

A protagonista do filme é uma médica ginecologista chamada Masha, que foi abandonada pelo marido. Porém, mulheres fortes costumam lutar por sua felicidade. Masha começa uma luta desesperada para reconquistar seu marido infiel, Misha. Ela não está pronta para simplesmente cedê-lo à uma personal trainer, Oksana. As forças são, obviamente, desiguais. Masha já está com mais de trinta anos de idade, enquanto Oksana tem um pouco mais de vinte. Mas, por outro lado, Masha tem uma rica experiência de vida e dois filhos pequenos. Nesta situação, ela está pronta para usar todo o seu “arsenal de combate”, incluindo forças sobrenaturais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s