Teatro? Por onde começo?

Quero fazer teatro! Mas por onde começo ?
O mundo das artes cênicas é amplo, há diversas possibilidades de trabalho com teatro, tv, cinema e publicidade. Muitos artistas sonham em viver da arte, se sustentar, pagar as contas. Mas com tantos caminhos diferentes a serem seguidos, por onde começar? Separamos algumas das principais informações e dicas essenciais para começar a trilhar sua jornada no meio artístico!

  • Curso livre, técnico ou superior? Qual devo fazer?

Para iniciantes, especialmente os mais jovens, recomenda-se começar com cursos livres de teatro, pois como o próprio nome diz, são cursos geralmente mais introdutórios, que não exigem experiência, e com uma carga horária menor, que buscam deixar os alunos mais familiarizados com a prática teatral. Existem diversas escolas que oferecem cursos livres por preços bem bacanas (muitas oferecem bolsas de estudo) e que são uma ótima opção para quem nunca teve contato nenhum com teatro.

Uma opção aos cursos livres são as oficinas de teatro oferecidas por diversas escolas, essas geralmente tem um público específico (existem oficinas para atores já profissionais, para atores mirins, idosos e etc), e uma duração bem mais curta (algumas chegam a apenas 4 dias).

Os cursos técnicos já são profissionalizantes, ou seja, para aqueles que desejam se tornar profissionais na área (pegar o famoso DRT que explicaremos adiante). Esses já tem uma carga horária mais densa (a grande maioria com 800 horas de curso) e podem ser feitos em áreas mais específicas, como por exemplo, técnico em interpretação, em teatro musical,  em interpretação para tv e cinema, em direção, iluminação, entre outros. Alguns técnicos não exigem experiência para começar, mas pela minha vivência, aqueles que entram sem nunca terem feito nada de teatro antes, ou não terem a certeza de que querem se profissionalizar na área, acabam não dando conta e desistindo. 

Existem técnicos particulares (pagos) e públicos (de graça). A maioria dos particulares não exigem experiência por oferecerem módulos iniciantes em sua grade curricular. Os públicos exigem uma espécie de vestibular de teatro para entrar, onde muitos vão pedir que faça montagem de cenas curtas, além de ter um número reduzido de vagas, portanto é importante ter algum conhecimento e experiência prévios, já que a concorrência é sempre alta. Os melhores cursos técnicos (e os mais concorridos) do Brasil são: a CAL – Casa das Artes de Laranjeiras (RJ), e a EAD – Escola de Artes Dramáticas (SP-USP), ambas com grande prestígio e reconhecimento no mercado de trabalho.

Os cursos superiores de teatro (ou artes cênicas, muda só a nomenclatura) oferecem um estudo completo sobre a área. 
O bacharel estuda e compreende profundamente as teorias e técnicas das diversas áreas da criação de um espetáculo (atuação, direção, iluminação, sonoplastia, indumentária, entre outros) e é amplamente capacitado a trabalhar com interpretação, produção, dramaturgia, preparação e administração de aulas e cursos, eventos corporativos, etc. Algumas faculdades têm foco mais teórico do que prático, cabendo ao aluno escolher aquela que mais se encaixa em seu perfil. 

A licenciatura tem como foco a formação de pedagogos teatrais, professores de cursos livres, técnicos e universitários (estes sendo necessária a continuação da vida acadêmica em mestrado, doutorados e etc).
Ambos os cursos têm duração mínima de 4 anos, necessidade de estágio e elaboração de TCC (no bacharel, o trabalho de conclusão de curso pode ser a montagem de um espetáculo completo) e dão ao aluno direito ao DRT. As melhores faculdades públicas de teatro no Brasil são: UFBA, USP (ECA), UFMG , UFSJ (MG), UNESP, UFRJ, UFPR, UFSC.   

  • Quero me tornar ator/atriz de tv ou cinema, preciso estudar teatro?

Sim, pois a tv, o cinema e os atuais conteúdos de streaming (séries da Netflix, HBO, etc) são expansões de uma arte nascida no teatro: a interpretação. Apesar de estéticas diferentes, os estudos e técnicas básicos de construção de personagem, relações entre papéis, entre outros, foram desenvolvidos nos palcos de teatro. Não adianta nada saber se posicionar para uma câmera e não saber desenvolver corpo, voz e presença cênica. A atriz Glória Pires que nunca estreou uma peça de teatro, teve sua carreira apenas em novelas e filmes, sempre estudou as técnicas de interpretação do teatro! 

  • Mas afinal, o que é DRT? Preciso dele para trabalhar na área?

A sigla DRT significa Delegacia Regional do Trabalho, mas a utilizamos para mencionar o registro profissional emitido pelo Ministério do Trabalho garantido pela lei 6533/78, que dá direitos trabalhistas aos atores, bailarinos, dubladores, diretores, modelos, produtores, cenografistas, etc. além de evitar o sucateamento da profissão. Ele é similar ao CLT dos médicos, por exemplo, que vai te capacitar a trabalhar na área. Ultimamente, até trabalhos de figuração estão começando a exigir esse registro. 

Conseguir o DRT é importante, mas não deve ser o foco, pois o que vai te possibilitar trabalhar e ter sucesso na sua área não é somente um registro, mas sim todo o esforço, estudo, dedicação e persistência. Não é uma profissão fácil, é um caminho árduo, cheio de desafios e que exigirá muito amor pelo ofício, mas é uma das profissões mais recompensadoras, nobres e importantes da sociedade desde o início dos tempos humanos, e se você quer seguir esse caminho eu só te digo uma coisa:

Por onde decidiu começar? 
Conta pra gente! 

AUTOR: JOHN MARQUES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s