TeE explica: Editais culturais e fomento ao teatro

Hoje nós te explicamos como funcionam os editais culturais e o que é o fomento ao teatro, e por que são as melhores e mais disputadas opções de financiamento de projetos teatrais. Vem com a gente!

Fonte: cultura.sp.gov.br

Para começo de conversa, é importante sabermos que existem editais públicos e privados, esses últimos em menor número. Edital é uma proclamação escrita de um processo de financiamento para projetos, que exige um certo enquadramento, burocracia e avaliação para serem aprovados.

Os editais funcionam da seguinte maneira: os órgãos responsáveis pela organização os publicam em seus sites, os interessados leem as exigências e mandam seus projetos a partir dos pré-requisitos. Então começa uma espécie de “concurso”, pois é sempre um número muito elevado de pessoas para poucas vagas.

Após a inscrição, todos passam por uma curadoria: uma banca de pessoas avalia, julga e escolhe os aprovados. Geralmente, as pessoas que compõe a banca são do meio teatral e raramente são sempre as mesmas, uma forma de deixar os processos de seleção mais justos.

Diferente das leis de incentivo, em que há a necessidade da preocupação de um olhar de mercado sobre a cultura, os editais são diálogos diretos com pessoas da própria área, que não visam apenas potenciais lucros com os projetos, mas sim focando no conteúdo e no que a pesquisa tem para oferecer. O financiamento também é diferente, pois é direto. Seu projeto foi aprovado, o dinheiro vai diretamente para você, sem precisar que alguém do setor privado tenha interesse ou não em patrocinar.

Nos sites da ProacSP e da prefeitura existem os mais diversos tipos de editais, como por exemplo: edital para primeiros projetos culturais (para quem está começando), o VAI (Valorização das Iniciativas Artísticas para jovens artistas periféricos), entre outros. São ótimas opções para os mais diversos grupos, e que apesar de serem muito concorridos, possibilitam a execução de muitos projetos.

Fomento ao Teatro

O fomento ao Teatro é um edital que nasceu do movimento “arte contra a barbárie”, que virou projeto de lei e foi aprovado em 2002. É um dos mais importantes editais culturais do nosso país, pois possibilita a continuidade das cias em São Paulo.

Esse edital tem o foco para grupos que já tenham uma história/pesquisa de anos (ex, Cia. do Latão, Teatro da Vertigem, TAPA, etc), para projetos de longa duração de pesquisa e de ações (apresentações, oficinas, etc) de até 2 anos. Prioriza uma relação social que visa facilitar o acesso aos espetáculos e fomentar públicos cada vez maiores com acesso à arte.

Por ser um programa municipal de fomento para a cidade de São Paulo, se tornou peça chave para a grande quantidade de grupos e companhias teatrais que acontecem na cena da cidade. Os contras: não há abertura para iniciantes, o número de vagas poderia ser bem maior.

No mais, os editais hoje são as melhores opções para pequenas e médias produções culturais que não têm foco apenas comercial. E você, já foi contemplado por algum edital? Já tentou ser? Conta pra gente sua experiência!

TeE recomenda:
prosas.com.br (site que organiza os editais nacionais)
proac.sp.gov.br (grande número de editais em SP)
spcultura.prefeitura.sp.gov.br (editais para a cidade de São Paulo)

Autor: John Marques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s